O melhor ambiente e comida típica Alemã e Italiana

Notícias

Fernanda & Cassiano (2)

Cinco razões para casar ao ar livre!

1 – Luz, câmera, ação!

Casando ao ar livre você aproveita a luz. Luz = fotos incríveis!Sim, é o sonho de todo fotógrafo. Por mais que você capriche na luz artificial, nada se compara aos raios de sol. E mesmo que você opte pelo ar livre sob a luz da lua, os registros fotográficos ainda serão melhores!

 

2 – Mais verde, menos decoração

A beleza natural tende a dispensar grandes esforços com a decoração. Isso quer dizer que se você encontrar um lugar aberto e lindo de viver, é possível economizar uns trocados que seriam gastos para decorar um salão fechado.

 

3 – Céu azul, que beleza!

É emocionante casar sob o céu! Ar puro, brisa batendo… Quem opta pelo fim da tarde ou mesmo pela noite também se beneficia, pois com ou sem estrelas a lua tá sempre por lá :)

 

4 – Faça a alegria dos convidados!

Casamento ao ar livre é algo inédito para muita gente, tornando o momento ainda mais especial. Na certa será uma experiência única, diferente e memorável para boa parte dos amigos e familiares. É ou não é um bom motivo?

 

5 – Mão na massa e cantinhos charmosos

Com criatividade você adapta quaisquer cantinhos, transformando-os em áreas incríveis.

Sabe aquela árvore linda e enorme? Que tal pendurar fotos e quadrinhos ou um monte de balões? E o jardim, por que não aproveitar para um lindo espaço de fotos?

 

Gostou? O Restaurante El Paradiso possui um espaço incrível

para tornar seu evento inesquecível!!!

Faça sua reserva pelos telefones:

(051) 3569.5040 | (051) 3569.5021

Ou aqui no site!

 

 

 

Fonte: casandosemgrana

italiana

Curiosidades Gastronomia Italiana!

Gastronomia Italiana!

É sempre bom conhecer um pouco mais das características da gastronomia de outros países.

Aqui vamos mostrar curiosidades bem interessantes sobre a Itália e sua Gastronomia!

A Itália é a grande mama da cozinha ocidental. A Itália é considerada o berço da cozinha ocidental por ter sido palco de dois grandes episódios da nossa história: o Império Romano e o Renascimento.

O intenso comércio de alimentos na região durante o império, centrado no suntuoso mercado circular da cidade de Roma, fez transitar pelo local caravanas recheadas de alimentos vindos de toda a Europa, África e Oriente: cereais, pão, vinho, azeitona, legumes e frutas secas e frescas, amêndoas, nozes, avelãs, pinhões, leite, queijo, ovo, arroz, especiarias, massa seca, porco, carneiro, faisão, galinha, avestruz, peixes, moréia, moluscos, lebre, javali e antílope.

A conquista de Sicília, Sardenha e Córsega levou o gosto pela abundância e pelo luxo dos gregos para as cozinhas e os salões italianos, onde passa a imperar a gula, saciada pelo excesso de carnes regadas a molhos concentrados, especiarias e ervas aromáticas, acompanhadas de muito pão e vinho.

Por sua vez, o Renascimento trouxe novo brilho às artes e à gastronomia local. Entre os séculos XIV e XVX, cidades como Veneza e Florença se converteram em centros de refinamento cultural e artístico. Foi nessa época que os banquetes e os exageros da Idade Média cederam lugar ao requinte, à sobriedade e à moderação da nova corte européia. Surgia a alta gastronomia, que prezava a moderação no cozimento e no uso de especiarias, assim como os bons modos à mesa.

Os italianos dispensam preparos sofisticados, valorizam o sabor e o perfume natural dos ingredientes de suas terras, considerados alguns dos melhores da Europa e complementam com molho e tempero. À mesa, os melhores momentos são oferecidos pelas pastas, peixes, frutos do mar e cortes especiais de carne, como o ossobuco e o escalope de vitela. Estes pratos são preparados com azeite de oliva e recebem generosas doses de ervas frescas, como alecrim, estragão, salsa, sálvia, tomilho, manjerona, orégano, manjericão e folhas de louro. São também amplamente utilizados na cozinha italiana alho, cebola, atum, presunto, bottarga, funghi porcini, anchova, mussarela de búfala, tomate e alcaparra. Como complemento, estão sempre presentes pães e excelentes vinhos produzidos no país.

Cada região do País apresenta seus sabores:

¨ Vêneto, Lombardia, Piemonte e Ligúria

Essa é a região leiteira da Itália, onde costuma-se cozinhar com muita manteiga. Os habitantes preparam com maestria risotos e polentas. O Piemonte abastece os mais luxuosos restaurantes do mundo com as trufas brancas e o queijo fontina. Na Ligúria, região costeira onde fica Gênova, o clima mais ameno e a brisa do Mediterrâneo propiciam o florescimento de ervas perfumadas, como o manjericão fresco, que, junto com outros ingredientes, gera um dos molhos mais populares do país: o pesto.
¨ Emilia-Romagna

A região hospeda uma das terras mais férteis da Itália, rica em hortas e pastos. Bolonha, a capital, não é o berço apenas do macarrão à bolonhesa, mas de algumas das massas caseiras mais gostosas do mundo: tagliatelle, tagliolini, cappelleti, tortellini, tortelli, tortelloni e lasanhas. Na província são produzidas excelentes mortadelas. O melhor queijo italiano, o parmigiano-reggiano, ou parmesão, que leva tanto o nome de Parma como de Reggio, é também dessa região. Parma ainda presenteia o mundo com um dos mais finos produtos suínos do mundo o prosciutto di Parma. E Modena tem excelentes pratos à base de costela de porco e com o vinagre balsâmico.
¨ Toscana

Montanhosa, essa parte do país é conhecida por suas oliveiras e rebanhos de carneiros. Nesta região, o azeite de oliva é a principal gordura utilizada para cozinhar, tomando o lugar da manteiga, utilizada na região leiteira. A Toscana possui solo ideal para o cultivo de uva, por isso são produzidos por lá alguns dos mais famosos vinhos do mundo, como o Chianti.
¨ Calábria e Sicília

Ao sul, o centro gastronômico é Nápoles, que possui a melhor na gastronomia dessa região: pasta feita de grão duro e sem ovo, pães robustos, molho de tomate e inúmeras pizzas. Os romanos, por sua vez, produzem o melhor gnocchi do país, assim como o famoso abbacchio (cordeiro de um mês assado em banha de porco com alecrim). As especialidades da Calábria e da ilha da Sicília são peixes e frutos do mar. Normalmente, eles são marinados em limão e azeite de oliva por cerca de uma hora antes de ser assados, fritos ou grelhados.

A rica e variada culinária italiana, distinta nas várias regiões do país, influenciou a culinária de praticamente todo o mundo. As pizzas e as massas são encontradas em qualquer país.

A origem da pizza vem de muito tempo. Na época romana temos notícia de um tipo de prato parecido com o nome de “picca”. Depois de muitas transformações reaparece na Idade Média com o nome de “piza”, e depois “pizella” e se tornou muito popular por volta de 1600.

Em 1700, a pizza adquire um formato mais próximo do que conhecemos hoje, assim ela se espalha pelo reino das duas Sicilias. O sucesso obtido junto a população, chama a atenção dos nobres da Europa, então a Rainha Carolina impõe, de uma vez por todas a construção de um forno pessoal onde poderia degustar o prato que mais gostava. No final de 1800 a pizza retorna com o nome dos soberanos da época. Hoje em dia, o nome pizza é conhecido universalmente e é o símbolo máximo da tradição culinária italiana.

Os italianos possuem um modo peculiar de se alimentarem, os pratos são servidos em determinada seqüência. Enquanto dizemos que eles comem muita massa, eles dizem que nós comemos carne demais. Além disso, há uma diferença na composição do prato e ingestão dos alimentos: os italianos comem sempre um alimento de cada vez. Podemos dizer que um italiano típico se alimenta mais ou menos da seguinte maneira:

De manhã cedo, antes do trabalho, que normalmente começa às 8:00 horas, eles fazem “la colazione”, que corresponde ao nosso café da manhã, composto geralmente de café, café com leite ou “capuccino” acompanhado de pão com geléia ou um pão doce, como um croissant, denominado de cornetto.

Às 11:00 ou 11:30 h, os italianos consomem, “uno spuntino”, ou seja, um lanchinho, com um sanduíche de pão, queijo e presunto, ou somente um suco ou uma fruta.

O almoço, ou il pranzo, dá-se geralmente no horário das 13:00 às 14:00 horas, sempre acompanhado de pão, azeite de oliva e vinho, é composto basicamente dos seguintes pratos:

Antepastos como bruschetta, champignon marinado, insalata ou focaccia. As bruschettas, são fatias de pão amanhecido, sapecadas na grelha, esfregadas com alho e cobertas com tomates, azeitonas, berinjelas e regadas com o azeite de oliva
Primo Piatto, geralmente com massas, como macarrão, espaguete, lasanha ou risoto.
Secondo Piatto, com carnes especiais de carne, de coelho, porco, frango, vitelo, peixe etc., e acompanhamentos, denominados “contorni”, a exemplo de legumes cozidos ou saladas de legumes e verduras.
Sobremesa com doces variados, por exemplo tiramisú.
Frutas frescas da estação e queijos.
Café expresso.
Às 17:00 horas, há a merenda, obrigatória, principalmente para as crianças, com pão e nutella (cioccolata), pão com presunto ou mortadela, pão com geléia ou frutas.

O jantar, la cena, é servido para toda família, às 20:00 horas, e compõe-se basicamente do seguinte:

O Primo Piatto, à base de sopa de legumes e massas, ou “brodo” (caldo) de carne;
O Secondo Piatto, com queijos variados, ou embutidos fatiados, como presuntos, mortadelas, salames, etc. ou ovos com legumes cozidos ou então saladas. Frutas frescas da estação.

Fonte: RGNutri

Espero que tenham gostado. Um ótimo final de semana.

Faça sua reserva aqui no site ou pelos telefones:
(051) 3569.5040 | (051) 3569.5021

 

AJUSTADO2-01

INTRODUÇÃO AO COACHING

É Amanhã, 22 de Agosto no Restaurante El Paradiso!

Chegou a hora de viver uma experiência diferente e Inspiradora!
Você conhece a mais moderna e eficaz ferramenta para resultados?

Então venha prestigiar esse grande evento com o Coach Profissional Gustavo Borba,

será uma palestra incrível de INTRODUÇÃO AO COACHING

no ambiente maravilhoso e aconchegante do Restaurante El Paradiso.

Vale a pena conferir.
Invista em você!

Serra Gaúcha: Morro Reuter

Esse ano coloquei como meta aproveitar a abundância de feriados para fazer pequenos passeios, no estilo bate-volta, em cidades próximas à Porto Alegre. Com a chegada do outono, o clima mais fresco e a mudança nos matizes das árvores logo pensei em alguma cidadezinha da nossa Serra Gaúcha! Escolhi Morro Reuter, que fica à 60km da Porto Alegre, uma cidade pequenininha com cerca de 6.000 habitantes, cercada por morros e vales. Cortada pela BR 116, faz divisa com os municípios de Picada Café, Dois Irmãos, Presidente Lucena e Sapiranga.  A cidade é caminho para quem vai à Nova Petrópolis e Caxias do Sul, famosa pela gastronomia italiana e alemã, além dos fartos Cafés Coloniais. nota-consrto-geladeira-25-04-151 Saímos de Porto Alegre às 11hrs e fomos direto ao Restaurante El Paradiso, de culinária alemã e italiana. Em cerca de 1h20 de estrada estávamos lá. Em vésperas de feriado ou domingos, vale a pena reservar uma mesa pois o local é muito procurado. A área  é muito bonita, excelente para relaxar do dia-a-dia de cidade grande. img_0473 O restaurante fica em meio a uma grande área verde muito bem cuidada, tem galinha, galo, pato e até um gatil para visitar. Uma notícia boa é que é permitido levar pet! Quando reservei avisei a recepcionista e ela nos reservou uma mesinha na parte externa, muito bem localizada por sinal. img_0461_thumb                          img_0451_thumbimg_0467_thumbimg_0472_thumb

A comida não poderia ser melhor, um buffet de saladas repleto de folhas fresquinhas plantadas no local e a famosa maionese da Serra Gaúcha! Há também um buffet de pratos quentes com pratos típicos alemães e italianos e pra completar essa “orgia alimentar” é servido na mesa filé de frango e gado, polentinha frita e linguinha. O gran finale fica por conta de outro buffet…o de sobremesas!!! Na ampla área verde do restaurante encontramos uma lojinha que é uma graça, a Kombi-loja da Débora Sarmento. Nos finais de semana ela fica “estacionada” por lá e exibe belas peças artesanais, todas de muito bom gosto.

img_0476_thumb

 

img_0478_thumb

Ao longo de toda VRS 873 é possível encontrar diversos locais para visitar: antiquários, ateliês de artistas, lojas de chocolates da serra. Localizamos todos esses pontos turísticos num mapa turístico organizado pela prefeitura e todo ilustrado por crianças, uma ideia genial. Ele é disponível gratuitamente nos principais estabelecimentos da cidade, no centro de informações turísticas e na página da cidade na internet. Fica a dica de um belo passeio, pertinho de Porto Alegre!

Fonte: https://arquitetandorotas.wordpress.com/

bifes

Horários de atendimento

Sábados, Domingos, Feiriados Estaduais e Nacionais!

casal_Enviado

Vale Presente

Para validar o vale presente. Você deve ligar para (0xx)51 3569-5040 | 51-8463-6794