Estamos chegando próximo do 20 de setembro e que tal conhecer um pouco mais sobre a história do churrasco, prato típico do nosso estado.

A tradição do churrasco foi iniciada por tribos indígenas e disseminada por tropeiros com papel importante na formação da identidade cultural gaúcha, o churrasco é uma das maiores tradições da região. Com origem em terras remotas dos pampas, a carne na brasa ao estilo do Rio Grande do Sul ganhou o resto do país.

O churrasco gaúcho nasceu em comunidades indígenas catequizadas por jesuítas, no século 17. Algumas décadas depois, tropeiros incorporaram o modo de preparo, desenvolvendo-o nas terras exploradas por eles.

A carne bovina era assada em estacas de madeira fincadas na terra e temperada com sal grosso e gordura. Os espetos eram cercados de lenhas que, quando queimadas, tostavam as peças.

Com o tempo, o churrasco se espalhou por todo o Brasil, tornando-se uma das maiores marcas da cultura do Rio Grande do Sul. À medida em que foi cruzando as fronteiras do Estado, o carne passou a ser elaborada de outras formas, de acordo com a região. Ao longo dos anos, estabeleceu-se a cultura da construção de churrasqueiras em lares de várias partes do país.

Atualmente, carnes de vários animais são preparadas em milhares de churrascarias e residências de todo o Brasil; e o termo churrasco virou sinônimo de confraternização.